FUTEBOL

Loading...

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

O TORCEDOR COLORADO AGRADECERÁ ETERNAMENTE AS AÇÕES DO DR.IBSEN PÍNHEIRO.





Advogado, promotor de justiça, politico. Mas acima de tudo Colorado. Ibsen Valz Pinheiro, vice de futebol de momentos vitoriósos e emblemáticos da vida do Sport Club Internacional, e que agora se prepara para dar a sua maior contribuição ao clube que tanto ama. Foi o presidente Vitório Piffero que mandou aos trancos e barrancos no apagar das luzes do seu mandato lá das árabias desmanchar parte da arquibancadas do Beira-Rio para dar inicio as obras de remodelação do estádio para ser sede da Copa do Mundo 2014, colocando o Rio Grande no mapa do Mundial. Mas foi o Presidente Giovani Luigi que como bom administrador, viu que não era possivel tocar as obras com recuros próprios e que para não correr riscos era necessário se ter uma parceria. Surge então a construtora Paulista ANDRADE GUTIÉRREZ, falando num primeiro momento em parceria, mas agora quer ardilosamente, depois de ganhar todo tempo que o Internacional não tem para as obras da Copa, querem os paulistas da Gutiérres: anéis, dedos, colares e missangas de toda a nação Colorada, querem a alma do povo vermelho, querem comprometer a razão maior da existência do clube, a busca de vitórias e títúlos dentro de campo e não fora dele. Eis que surge Ibsen Pinheiro, para impedir ao lado de outros grandes e ilustres colorados que isto aconteça, são os mandarins modernos, são os visionários do presente com a experiência do passado. Que tentam de todas as formas evitar a entrega do patrimômio Colorado. Em 1969 quando da entrega do Beira-Rio ao seu povo. No dia da inauguração o estádio Gigante estava pago. E o número de associados do clube era menor a população da capital e do estado era menor o COLORADO não tinha a projeção Mundial que hoje tem. PLEBESCITO está é a palavra de ordem o assunto é grave e todo o COLORADO associado ao clube deve votar isto envolve passado de um estádio pago e erguido por uma grande torcida que não pode 4,5 décadas depois ser entregue aos Paulistas da Andrade Gutiérrez. Quem pensa assim nem a história politica do nosso estado conhece, ou então não foram a aula da revolução constitucionalista de 30, onde de trem e a cavalo fomos ao Rio de Janeiro passando por São Paulo para dar posse ao então presidente Getúlio Vargas. Com o mesmo espirito da legalidade que hoje completa 50 anos evocamos o espirito aguerrido e de luta do povo vermelho para não entregar a mãos estranhas o controle do patrimônio Colorado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente este artigo.